Skip to main content

As 3 melhores Plataformas de Freelancers

Nos tempos de crise que correm, todos nós gostaríamos de chegar ao fim do mês com algum dinheiro extra na carteira. É certo que o mercado de trabalho actual não é dos melhores e que a taxa de desemprego aumenta a cada dia que passa. Mas isso não é desculpa! Cabe a nós tentar dar a volta por cima desta situação e vencer a crise! Já falei aqui sobre o trabalhar como Freelancer e hoje vou voltar ao assunto dando-vos a conhecer 3 plataformas freelancer.

Como Funcionam as Plataformas de Freelancing?

Antes de conhecer as plataformas propriamente ditas, há que possuir uma noção básica do funcionamento delas. Em geral, todas elas funcionam da mesma forma. No entanto os detalhes que vou dar de seguida poderão, na prática, não corresponder a todas elas.

Quando comecei a trabalhar como freelancer na Internet também desconhecia por completo o funcionamento destas plataformas. No entanto, após alguns dias de uso contínuo, passei a perceber todo o sistema. Que até é muito fácil de perceber.

Todas as plataformas dividem-se em duas áreas. Uma para Freelancers e outra para Empresas/Empregadores. Na área dos Freelancers, que é a que nos interessa, vamos encontrar várias categorias de trabalho. São nessas categorias que depois poderemos ver listados projectos e propostas de emprego.

Assim que encontramos um Projecto/Proposta do nosso interesse, é necessário candidatarmo-nos ao mesmo (‘Apply‘, ‘Make Bid‘ ou ‘Candidatar-me‘). Essa candidatura deverá ser apresentada com um orçamento que deverá ser calculado com base na descrição disponível e no tempo que julgamos demorar a completar o trabalho. No início vamos praticamente ‘trabalhar para aquecer’ ou para pagar uns copos aos amigos. 😛 Mas à medida que a nossa experiência e o nosso feedback aumenta, vamos chegar à conclusão que valeu a pena o sacrifício inicial.

Juntamente com o formulário de candidatura, devemos mencionar também informações relevantes para as empresas/empregadores. Mencionar experiências passadas no ramo do projecto é sempre bom para ganhar uns pontos extra. 😛

Após o envio da nossa candidatura, a empresa/empregador recebe uma notificação de tal acontecimento. Vai analisa-la e compara-la com as restantes propostas da concorrência para depois escolher um Freelancer. Caso sejamos escolhidos para trabalhar no projecto, iremos receber um contacto, via plataforma, com os detalhes finais. Depois é trabalhar, entregar e receber pagamento. 😀

1. oDesk – Melhor Plataforma de Freelancing

Para mim, a melhor plataforma de freelancers existente na Web é sem dúvida a oDesk. Foi a primeira onde curiosamente me registei e foi aquela em que rapidamente percebi todo o funcionamento. Estou inscrito em várias plataformas, mas esta é na minha opinião a melhor. Com a mudança recente de visual e estruturação, tornou tudo ainda mais simples! Até mesmo para iniciantes na matéria!

2. Freelancer(.)com – Grande variedade de Projectos

A plataforma do Freelancer.com, é talvez a maior em termos de Freelancers registados. É um pouco complexa de entender a nível de funcionamento. A concorrência é elevada derivado ao elevado fluxo de Freelancers. Cobra taxas por tudo e por nada. No entanto há um lado positivo no meio de tudo isto. Nomeadamente a grande variedade de categorias e projectos existentes. Recomendo esta plataforma apenas aos que já estejam familiarizados com este tipo de plataformas ou que tenham experiência profissional num nicho muito específico.

3. Rede Freelancer – Plataforma 100% Nacional

Já fazia falta à algum tempo, mas felizmente chegou. A plataforma Rede Freelancer abriu portas muito recentemente e conta com uma estrutura de utilização muito semelhante às que encontramos a nível internacional. Ainda possuí poucos projectos, mas tudo me diz que será uma plataforma que irei usar muito num futuro bem próximo. Recomendo esta plataforma principalmente a todos os que se estão a iniciar neste mundo e a todos aqueles que ainda possuem uma certa dificuldade no inglês. Costuma-se dizer que o nacional é que é bom! 😛

Basicamente são estas as 3 plataformas freelancer que eu actualmente recomendo vivamente a experimentar. Como vos disse, vai custar um pouco no início até perceberem todo o funcionamento. Mas também vos disse que irá valer a pena no final. É tudo uma questão de explorar… Se tudo correr bem, garanto-vos que conseguirão chegar ao fim do mês com o tal dinheiro extra na carteira!!! Boa Sorte…

Tomé M.

Chamo-me Tomé Mendes e fui o criador deste Site. Estudo Eng. Civil em Coimbra, e trabalho como Freelancer na área das traduções. Estou desde 2007 muito ligado à Internet onde desempenho papel de Webmaster.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *